Todo site até 6X s/ juros | 5% OFF em boleto ou Pix

Formato

O café pode ser servido de diferentes formas, para diferentes momentos e gostos. A bebida preferida do brasileiro durante muito tempo foi consumida apenas através do método coado, no formato moído em pó, o mais tradicional e clássico e pelo qual todos tem, na memória afetiva, um cantinho especial com lembranças dos pais ou avós preparando.

Atualmente, porém, existem diversas formas de apresentação, algumas ainda pouco conhecidas do público, mas que vêm ganhando muito espaço. Abaixo, vamos apresentá-las e oferecer uma breve explicação sobre suas características e formas de preparo.


1) Café em Cápsulas

O café em cápsulas é um dos mais jovens métodos da lista. Quase todos conhecem ou já tomaram esse tipo de café, que virou mania após as máquinas e cápsulas tornarem-se mais acessíveis. Há diversas marcas, sendo as mais famosas a Nespresso e a Dolce Gusto (da gigante suíça Nestlè), a Três Corações, da marca brasileira de mesmo nome e que usa a tecnologia Caffitaly, e a portuguesa Delta Q, produzida pela Delta Cafés.

A facilidade e praticidade do café em cápsulas, aliado à oferta de produtos (principalmente em cápsulas compatíveis com máquinas Nespresso), torna essa versão doméstica do café expresso uma excelente forma de consumo de doses de café.


2) Café Moído

O café moído é amplamente difundido no mundo todo, sendo muito comum atualmente, mas nem sempre foi assim. Até o século XIX e mesmo no começo do século XX, era comum a compra do café verde ou cru em grãos, que eram torrados e moídos artesanalmente em casa. Após o processo de industrialização do país, surgem as fábricas dedicadas a oferecerem o café torrado e moído, facilitando o preparo e difundindo a cultura do café torrado e moído, hoje responsável pela maior parte da venda de cafés no Brasil.


3) Café em Grãos

O café em grãos foi praticamente a única forma de consumo do café até o início do século XX, como informamos, e foi perdendo espaço para o café moído, ficando durante muitos anos praticamente restrito à extração de cafés expressos com moagem na hora. Entretanto, com o advento da terceira onda do café, cada vez mais pessoas recorrem ao café em grãos de alta qualidade, para moer logo antes do preparo e garantir uma bebida muito saborosa e aromática, recuperando parte tradicional do ritual de preparo do café. Para isso é fundamental ter em casa um bom moedor.


4) Drip Coffee

Irmão mais novo entre os formatos de apresentação do café, o Drip Coffee une a praticidade das monodoses, como são as cápsulas, com a tradição do café coado. Composto por um pequeno bag (saquinho) de paredes permeáveis, ele possui nas laterais apoios para ser colocado sobre xícaras, copos ou canecas. Para prepará-lo, basta cortar a parte superior, colocar em um recipiente e adicionar água quente. Após coado, está pronto para ser degustado. Por seu formato compacto, é ótimo para se tomar em viagens e no escritório, durante o trabalho.


5) Sachês

Menos comum no Brasil para uso doméstico, os sachês são semelhantes às cápsulas, com a diferença apenas em seu formato. Sua compatibilidade pode variar de acordo com a máquina, mas, basicamente, no brasil está disponível o sistema E.S.E. (Easy Serving Espresso), que é um formato universal para saches de café e o formato Senseo.

Code By - www.alpix.dev E-Com Plus
Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso site. Ao continuar navegando você concorda com a nossa política de privacidade.